19 de fevereiro de 2018 às 20:23

Maturidade cristã ? uma meta de Deus pra nós

Maturidade ou o conhecimento de Deus, não é uma coisa já pronta e estática, mas evolutiva, progressiva e constante.

“Filhinhos, eu vos escrevo porque os vossos pecados foram todos perdoados, graças ao nome de Jesus. Pais, eu vos escrevo porquanto conheceis Aquele que é desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, pois vencestes o Maligno. Crianças, eu vos escrevi porque conheceis o vosso Pai. E vós, pais, eu vos escrevi porque conheceis Aquele que é desde o princípio. Jovens, eu vos escrevi porquanto sois fortes, e a Palavra de Deus permanece em vós, e já vencestes o Maligno”. 1 João 2.12-14

Ao contrário do senso comum sobre esta passagem, principalmente quando direcionada aos jovens na igreja, João não estava afirmando que os jovens têm alguma coisa a mais que as outras classes na igreja, que lhe conferissem algum poder contra o maligno. A meu ver, pelo contrário, os que mais dão trabalho, por não ouvirem os conselhos dos mais experientes, são os jovens e os adolescentes. Isto não é uma crítica, mas uma constatação.

João estava se direcionando a classes de maturidade cristã, onde os “filhinhos” são os neófitos (novos na fé) e por isso lhes direciona uma palavra à altura de sua compreensão, sobre o perdão de seus pecados. Os “jovens” são aqueles que já alcançaram algum tempo de fé e alguma maturidade cristã (por isso foram fortes, visto que o maligno está sempre tentando as pessoas a caírem, principalmente os neófitos, que estão iniciando seu processo de desenvolvimento cristão), e por isso sua mensagem também é à altura de sua compreensão e é uma espécie de afirmação e congratulação pela jornada vitoriosa até aquele momento. E os “pais” são a classe dos MADUROS na fé, pois, segundo João, “já conhecem a Deus”.

É dentro destas perspectivas, querido leitor, que eu gostaria que você compreendesse que nosso alvo deve ser alcançar tal maturidade: O CONHECIMENTO DE DEUS.

Muitos não têm o conhecimento de Deus nos dias de hoje, a exemplo da igreja de Corinto e da igreja composta por hebreus:

Como justificados que sois, recobrai o bom senso e não pequeis mais; porque alguns ainda não têm conhecimento de Deus; declaro isso para vossa vergonha”. 1Coríntios 15.34.

Quanto a isso (antiga aliança), temos muito que ensinar, assunto difícil de explicar, especialmente porque vos tornastes indolentes (anestesiados, preguiçosos, apáticos, indiferentes) para aprender. Apesar de que, a essa altura, já devêsseis ser mestres, ainda estais precisando de que alguém vos instrua mais uma vez quanto aos princípios elementares da Palavra de Deus. Voltastes a necessitar de leite, quando já devíeis estar recebendo alimento sólido! Ora, quem precisa alimentar-se de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça”. Hebreus 5.11-13

Jesus designa pessoas em seu organismo, a igreja, unicamente pra que o efeito seja este, o crescimento, a maturidade, que é o CONHECIMENTO DE DEUS:

Ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com o propósito de aperfeiçoar os santos para a obra do ministério, para que o Corpo de Cristo seja edificado, até que todos nós alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da estatura da plenitude de Cristo”. Efésios 4.11-13

“Sendo assim, considerando conhecidos os ensinos básicos a respeito de Cristo, prossigamos rumo à maturidade, sem lançar novamente o fundamento do arrependimento de atitudes inúteis e que conduzem à morte; da fé em Deus, da instrução acerca de batismos, da imposição de mãos, da ressurreição dos mortos e do juízo eterno. Sigamos, pois, avante! E, se Deus o permitir, faremos isso”. Hebreus 6.1-3

Maturidade ou o conhecimento de Deus, não é uma coisa já pronta e estática, mas evolutiva, progressiva e constante:

AT, Oséias 6.3 â?" “Conheçamos e prossigamos firmemente adorando e conhecendo Yahweh, o SENHOR. Tão certo como nasce o sol, sua vinda ocorrerá sobre todos nós como as boas chuvas que vivificam a terra nos tempos apropriados!

NT, Colossenses 1.9-12 â?" “Por esse motivo, também nós, desde o momento em que soubemos desse fato, igualmente, não deixamos de orar por vós e de suplicar que sejais cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual. E tudo isso, com o propósito de que possais viver de modo digno do Senhor, agradando-lhe plenamente, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus, sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a maravilhosa força da sua glória, para que, com alegria tenhais absoluta constância e firmeza de ânimo, dando graças ao Pai que nos tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz”.

Maturidade PROTEGE: 2Pedro 1.3-10 â?" “Seu divino poder nos concedeu tudo de que necessitamos para a vida e para a piedade, por intermédio do pleno conhecimento daquele que nos convocou para a sua própria glória e virtude, pelas quais nos tem outorgado suas preciosas e grandiosas promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo. Por isso mesmo, aplicando todo o vosso esforço, acrescentai a virtude à vossa fé e o conhecimento à virtude, e o domínio próprio ao conhecimento, e a perseverança ao domínio próprio, e a piedade à perseverança, e a fraternidade à piedade, e o amor à fraternidade. Porquanto, se essas virtudes existirem e crescerem em vós, elas não vos deixarão ociosos nem tampouco infrutíferos no perfeito conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois aquele em quem essas virtudes não habitam age como quem não pode ver ou enxerga somente o que está perto, tendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados. Portanto, irmãos, esforçai-vos com dedicação cada vez maior, confirmando o chamado e a eleição com que fostes contemplados, pois se agirdes desse modo, jamais abandonareis a fé”.

Maturidade DISCERNE BEM E MAL: Hebreus 5.14 â?" “No entanto, o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante da fé, tornaram-se capazes de discernir tanto o bem quanto o mal”.

Portanto, amado leitor, que não sejamos como meninos na fé, nem preguiçosos quanto ao aprendizado cristão. Antes, corramos rumo à maturidade, permitindo que a palavra de Deus nos transforme, nos corrija e nos amolde ao caráter de Cristo.

“Sendo assim, considerando conhecidos os ensinos básicos a respeito de Cristo, prossigamos rumo à maturidade… Sigamos, pois, avante! E, se Deus o permitir, faremos isso”.

Hebreus 6.1; 3

Assim seja!

Fonte: GospelPrime

comentários

Estúdio Ao Vivo